Portal JC.com - Um Jeito Novo de Informar e Divulgar

Widgets

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.8/5 (33174 votos)


ONLINE
1








Total de visitas: 2032686

PREVENÇÃO DO ABUSO SEXUAL INFANTIL

PREVENÇÃO DO ABUSO SEXUAL INFANTIL

FOTO

 

ABUSO CONTRA CRIANÇA PODE SER:

 

ABUSO NEGLIGÊNCIA - não assegurar comida, casa, segurança e educação.

 AGRESSÃO - FÍSICA (tapas, sacolejos, maus tratos, ossos quebrados e queimaduras, etc.)

          E VERBAL (brigas constantes, chamar a criança ou se referir a ela por nomes depreciativos como inútil, idiota, etc.)

    SEXUAL - como exploração sexual, prostituição infantil, pornografia ou o abuso "caseiro", que é o tema do texto a seguir.

Sexualidade é parte de cada ser humano, independente da idade. Consulte livros sobre o desenvolvimento infantil ou um pediatra para saber m ais sobre o desenvolvimento da criança e que comportamentos sexuais são normais e com uns em cada faixa etária.

Pesquisa feita por entidades que trabalham em parceria com o Ministério da Justiça indica que a cada oito minutos uma criança brasileira é vítima de abuso, ou seja, 60mil crianças por ano são vítimas de abuso no Brasil:

80% dos casos são contra meninas;

82% são crianças entre 2 e 10 anos;

90% dos casos a criança é abusada por alguém que conhece e ama; pela ordem, o pai biológico, o padrasto, tios, avôs e irmãos;

60% (estimativa) dos casos envolvem pessoas das classes média e média alta.

 

O QUE É ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS?

Tocar os genitais de uma criança para prazer sexual ou outra razão desnecessária;

Fazer uma criança tocar os genitais de outra pessoa;

Colocar objetos ou partes do corpo dentro da vulva, vagina, boca ou ânus da criança para prazer sexual ou outra razão desnecessária;

Mostrar pornografia para uma criança;

Mostrar os genitais a uma criança;

Fotografar criança em poses sexuais;

Encorajar crianças a assistirem atos sexuais ao vivo ou em filme;

Observar (voyeurismo) crianças se vestindo ou usando o banheiro, em geral sem o conhecimento da criança.

 

COMO IDENTIFICAR QUE UM A CRIANÇA PODE ESTAR SENDO VÍTIMA DE ABUSO SEXUAL?

Alguns destes sintomas ou comportamentos podem aparecer em momentos estressantes da vida de uma criança, como  divórcio, morte de membro da família, ou por problemas na escola. Cada sinal em separado não quer dizer que a criança possa estar sofrendo abuso, mas se você observar vários deles ao mesmo tempo, é uma indicação de que você deve começar a questionar a criança e a se preocupar.

Pesadelos, problemas para dormir, medo do escuro e outros distúrbios do sono;

Medo excessivo de "monstros";

Perda de apetite ou problemas ao comer ou engolir;

Mudanças súbitas de humor: raiva, medo, introspecção;

Medo de pessoas ou lugares (demonstrando relutância em ficar sozinho com determinada pessoa ou mudança de humor na presença de determinada pessoa);

Problemas estomacais frequentes sem razão identificável;

Regressão de comportamento (ex. fazer xixi na c ama ou usar chupetas depois da idade em que isso normalmente acontece);

Atividades sexuais com brinquedos ou outras crianças ou pedir a amigos e irmãos para se comportar sexualmente;

Nomes novos para partes íntimas do corpo;

Recusar- se a falar sobre um "segredo" que tem com um adulto ou criança mais velha;

Ter dinheiro inesperadamente;

Se cortar ou queimar propositadamente, quando adolescente;

Machucados, vermelhidão, sangramento ou dor inexplicável nos genitais, ânus ou boca; Corrimentos ou fluidos leitosos na área genital.

 

SINAIS DE ALERTA

Os seguintes comportamentos em adultos ou adolescentes podem indicar que são molestadores:

Recusa- se a deixar que a criança estabeleça seus próprios limites;

Insiste em abraçar, pegar, beijar, brincar, fazer cócegas ou segurar uma criança mesmo que ela não queira;

Insiste em ficar - ou dá um jeito de ficar - sozinho com criança, sem interrupções;

Passa a maior parte do seu tempo livre com crianças e demonstra pouco interesse em ficar com pessoas da sua própria faixa etária;

Se oferece frequentemente para tomar conta de uma ou mais crianças de graça;

Compra presentes caros para crianças ou lhes dá dinheiro sem razão aparente;

Frequentemente entra no banheiro quando crianças ou adolescentes o estão usando;

Permite consistentemente que crianças ou adolescentes se saiam sem punição por atos impróprios;

Conversa sobre atividade sexual de crianças ou adolescentes;  fala sobre fantasias sexuais com crianças ou adolescentes e não demonstra conhecimento do que é ok para c om crianças;

Foi vítima de abuso sexual quando criança e não quer lidar com isso (se recusa a falar, fazer terapia, tratamento, etc.); Olha pornografia infantil ou junto com crianças;

Pede ao seu parceiro sexual que se vista como criança com frequência;

Frequentemente tem uma criança como "amigo especial";

Faz piada sobre partes do corpo da criança ou chama a criança por nomes sexuais, como "garanhão", "vadia", etc.

A maioria das informações acima foi tirada do SITE STOP IT NOW, americano.

No site da Abrapia, uma das matérias diz que no Brasil, por falta de estatísticas e divulgação, tanto os médicos como a sociedade não acreditam que o abuso sexual ocorra aqui com tanta frequência, o que pode ser facilmente desmentido pelos dados que você leu no início desta página.

No c aso de você desconfiar de que uma criança esteja sendo abusada sexualmente, vítima de maus tratos ou de negligência, a recomendação é que seja feita uma denúncia ao Conselho Tutelar da Criança e Adolescente da sua cidade ou ao Sistema Nacional de Combate à Exploração Sexual Infanto- Juvenil: 0800- 990500.

 

PARA PREVENIR:

As principais recomendações são que:

- a partir de um ano e meio, a criança comece a receber noções sobre o seu corpo;

- a partir dos três anos, os pais expliquem quais são os órgãos sexuais e ensinem aos filhos a reagir a qualquer tentativa de abuso;

- sempre se ouça o que a criança tem a dizer, por mais absurdo que seja. Mantenha um diálogo aberto e franco com seus filhos, com as crianças.

- no caso da criança dizer que está sofrendo abuso, não fazer drama ou escândalo, não duvidar. Reassegurar a criança que não é culpa dela, nem é errado ela dizer isso a você e procurar resolver a situação o mais rápido possível.

- investir na autoestima das crianças (elogios, afirmação do seu valor, dar atenção, respeitar, etc.)

- prestar atenção no comportamento de adultos que a rodeiam.

Tanto a criança, vítima do abuso, sua família e o abusador devem passar por terapia, tratamento psicológico adequado.

 

Chegou- nos sem menção da fonte, se souber qual seja, por favor,

nos informe, a fim de darmos os devidos créditos)

 

Fonte:

http://www.cvdee.org.br/evangelize/pdf/1_0594.pdf

 


 

 

COMO IDENTIFICAR SINAIS QUE PODEM INDICAR

QUE UMA CRIANÇA SOFREU ABUSO SEXUAL

 ABUSO

Crianças que foram abusadas sexualmente sofrem mudanças em seu comportamento como agressividade, dificuldades de relacionamento e isolamento.

Entretanto, esses sintomas podem significar qualquer tipo de violência sofrida na infância. Por isso, especialistas alertam que os pais precisam ficar atentos a um conjunto de outros sinais, como gestos, brincadeiras e desenhos,

para saber se seus filhos estão sofrendo algum tipo de violência.

 

 

Crianças que sofrem qualquer violência, seja abuso sexual ou não,

terão consequências em várias áreas de seu desenvolvimento, acarretando alterações de comportamento na escola, na família e na comunidade.

Os sintomas que indicam a violência são: insônia falta ou excesso de sono,

medo aparentemente infundado, pesadelos, tremores noturnos,

ganho ou perda de peso, agressividade e atitudes como morder, chutar, gritar e chorar.

 

 

Além disso, as crianças podem expressar intolerância com colegas de escola e com pessoas da comunidade,

ter dificuldades de concentração, aprendizado e de relacionamento.

Em alguns casos, as crianças extrovertidas podem ficar mais caladas, e vice-versa.

Mas é preciso ficar atento: esses sinais não indicam que a criança sofreu um abuso sexual,

mas, sim, um sintoma de qualquer violência ou distúrbio que ela vivenciou.

 

 

Para descobrir realmente o que acontece com seus filhos,

a dica é ficar atento a seus gestos e desenhos. Como a linguagem da criança não é tão verbal vale a pena prestar atenção no comportamento,

nas brincadeiras, em jogos e desenhos, porque é comum o isolamento.

É nessas situações de isolamento que ela pode manifestar o abuso.

 

 

Além disso, alguns sinais mais graves podem indicar um abuso sexual.

Algumas crianças chegam a desenhar a genitália do abusador,

como imagens de homens com o pênis ereto e com pelos pubianos.

E mais: há crianças que começam a sentir medo de adultos de um sexo específico.

Isso mostra que ela perdeu a confiança nos mais velhos.

Existem ainda casos em que crianças tiram suas roupas e até se masturbam.

 

Mas sempre fique atento, pois um sinal isolado não quer dizer muita coisa

e tem que ser pensado em conjunto. Caso seja concretizado, denuncie!

 

 

Fonte: http://www.novasdodia.com/como-identificar-sinais-que-podem-indicar-que-uma-crianca-sofreu-abuso-sexual/

 

 FOTO

Pub

 

REVISTA QUINZENAL

Revista Novas Ideias/Maio/2018


 foto   

 

foto


You Tube    Facebook
ACESSE CLICANDO NA IMAGEM

PORTAL JC.COM
A face de Jesus
 
JESUS TE OLHA

TERÇO COM
NOSSA SENHORA AUGUSTA
RAINHA DOS ANJOS
Sua Oração faz milagres

TERÇO DIVINA PROVIDÊNCIA 

 

TERÇO MISTÉRIOS GLORIOSOS 


Novas Ideias Reflexão Receitas do Paraná

 Comportamento Saúde Portal JC 

botão logo Portfólio Novas Ideias

LITURGIA DIÁRIA

CONSULTE PARA FICAR 

SEMPRE INFORMADO



anuncio


 


  ACESSOS AO PORTAL


    FOTO

 


A PARÁBOLA DO 

SEMEADOR

 

 

Naquele mesmo dia Jesus saiu de casa e se sentou à beira do lago.  Uma grande multidão se juntou ao seu redor. Havia tanta gente que Jesus entrou num barco e se sentou; e toda a multidão permanecia de pé na praia. Jesus lhes ensinou muitas coisas por meio de parábolas [a]. Ele dizia:

—Certo homem saiu para semear. 4 Enquanto semeava, uma parte das sementes caiu à beira do caminho e os pássaros vieram e as comeram.  Outra parte caiu no meio de pedras, onde havia pouca terra. Essas sementes brotaram depressa pois a terra não era funda, mas, quando o sol apareceu, elas secaram, pois não tinham raízes.  Outra parte das sementes caiu no meio de espinhos, os quais cresceram e as sufocaram. 8 Uma outra parte ainda caiu em terra boa e deu frutos, produzindo 30, 60 e até mesmo 100 vezes mais do que tinha sido plantado.  Quem pode ouvir, ouça.

Para que servem as parábolas

 Os discípulos de Jesus, então, se aproximaram dele e lhe perguntaram:

—Por que o senhor ensina o povo por meio de parábolas?

 E Jesus lhes respondeu:

—Somente a vocês é dado o privilégio de conhecer as verdades secretas do reino do céu e não aos outros.  Pois quem tem, receberá ainda mais e terá em abundância. Mas quem não tem, até o que tem lhe será tirado.  E é por isto que ensino o povo por meio de parábolas: Eles olham, mas não vêem; ouvem, mas não entendem.  Portanto, por intermédio deles acontece o que disse o profeta  Isaías:

“Vocês ouvirão mas, mesmo ouvindo, não conseguirão entender;

vocês olharão mas, mesmo olhando, não conseguirão ver.

 Isto acontece pois o coração deste povo está endurecido.

Eles taparam os ouvidos e fecharam os olhos.

Se não fosse assim, eles poderiam ver com os olhos,

ouvir com os ouvidos e entender com o coração,

e se voltariam para mim e eu os curaria”.

 —Mas felizes são os seus olhos, pois eles podem ver; e os seus ouvidos, pois eles podem ouvir.  Digo a verdade a vocês: Muitos profetas e homens justos desejaram ver as coisas que vocês vêem, mas não viram. Eles desejaram ouvir o que vocês ouvem, mas não ouviram.

Jesus explica a parábola do semeador

 —Ouçam o que a parábola  daquele que semeia quer dizer.  A semente que caiu à beira do caminho representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino, mas não a compreende, e Satanás então vem e tira as coisas que foram semeadas em seu coração.  A semente que caiu no meio de pedras representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino e a aceita imediatamente e com muita alegria.  Mas, como não tem raiz, não dura muito tempo. Assim que encontra dificuldades ou que é perseguida por causa da mensagem, abandona a sua fé.  A semente que caiu no meio de espinhos representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino mas é sufocada pelas preocupações com as coisas desta vida e pela ilusão das riquezas. Essa pessoa não produz nenhum fruto.  Mas a semente que caiu em terra boa representa a pessoa que ouve a mensagem e a compreende. Essa pessoa cresce e produz muitos frutos, algumas vezes trinta, outras sessenta e outras ainda cem vezes mais.


       ⇐ Voltar ao Início 

foto
 
"MINHAS PALAVRAS
NÃO PODEM ESPERAR"
Nossa razão de existir como um portal de divulgação

 

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.

Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.

Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.

Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.

Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,.

Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.

Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.

Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.

Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.

Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.

Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.

Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.

Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.

Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.

Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.

Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação

Salmos 91:1-16

 

 

⇐ Voltar ao Início